#face of graffiti

Wall art of a graffiti painting of a face.

image

meia maratona manuela machado

Manuela Machado, atleta de Viana do Castelo, da freguesia de Cardielos, é uma das atletas de prestigio nacional e internacional. Em homenagem ao que foi o seu percurso desportivo e reconhecido valor, tem uma prova anual, a Meia Maratona Manuela Machado, que já vai na sua XVIII edição. Esta prova tem atraído à cidade de Viana do Castelo outros atletas de prestigio internacional, para além de forasteiros, familiares e amigos dos atletas.

Esta prova tem contado com a presença de um atleta que se tem destacado com bastante frequência e já é uma referencia de relevo para o distrito e para portugal. É preciso acompanhar e apoiar este atleta de nome Miguel Moniz Pereira.

A prova tem mobilizado muitos residentes, mais na competição do que a assistir, mas considero que quando dizem que não acontece nada em Viana do Castelo, talvez se estejam a referir ao que se passa dentro da casa de cada um. Parece-me difícil que esta prova possa passar à porta da casa de cada vianense para que possa ser vista no conforto do seu sofá!

É fácil dizer que não se passa nada, quando não se sai para ver o que se passa!

 

eu sou do tempo em que

 

eu sou do tempo em que
eu sou do tempo em que

Eu sou do tempo em que a internet era inimaginável, passava horas a desenhar de memória o que via ou imitava outros desenhos de quem o sabia fazer. Computadores eram uma miragem e apenas havia televisão que era monocromática, escassos livros com imagens e algumas revistas e jornais! Na altura considerava a televisão uma chatice, mas hoje adoro os monocromatismos! Ajuda-nos a ter uma percepção mais real da composição sem abstracção do todo que a exuberância de cores mais garridas provoca. Mas do desenho tenho memória em que no inicio representava coisas como se fossem ícones isolados sem envolvente! Talvez essa prática toque o meu subconsciente ao ponto de reviver o desenhar com o mesmo sentido, só que desenhando com a luz, levando-me a explorar o conceito de altos contrastes em composições monocromáticas por forma a isolar os elementos principais, tornando a fotografia minimalista.

E porque fotografar é desenhar com a luz, aqui fica um retrato da pesca da lampreia, num desafio a todos na identificação dos cinco elementos presentes e que lhe estão directamente relacionados.

mão no fogo

Sol esse que se derrete em chamas,

chama por ti pela luz.

Luz essa de uma chama distante,

distante a luz próxima que cega.

Dou-te esta mão que se queima,

queimada numa imagem.

Imaginária mão queimada,

da luz que não queima nada.

É a poesia da fotografia,

grafia do desenho com luz.

Luz que deixa a grafia,

da imaginação de quem a produz.

Excerto de coisas que saltitam do hemisfério direito para o hemisfério esquerdo do cérebro de; Rafael Peixoto

DSC_0816a

 

antes do mar

Antes do mar, o sol passa pelo rio, entre árvores e arbustos, esgueirado por entre nuvens, num peculiar laranja que das macieiras não brota, nem de laranjeiras frutifica, todos os dias do ano, mesmo que nuvens densas se entre ponham! O rio não sendo meu é Minho, recortando a geologia do norte em grandes lanhos fendidos de uma terra de nome Lanhelas. Esse Sol que não é solido, mas ido será esse Sol, essa bola de plasma incandescente que irradia tanta luz, contrasta com a água em suaves reflexos de tons laranja e negro.

 DSC_1205a

#na senda dos gnomos

Quanto mais procuro e não encontro, mais força ganha uma tese que ando a desenvolver sobre os famigerados gnomos de quem vestígios ainda não encontrei sobre a existência deles e que provas não existem, para além do seu habitat em forma de urbanizações fungosas, com habitações de curta duração. Pode determinar-se que o tempo médio de vida de um gnomo é de um a quatro dias, estabelecendo como base de análise o ser humano que de humano pouco tem, salvo raríssimas excepções!

Então vejamos; O ser humano, mais ou menos humano, tem um tempo médio de vida na ordem dos 70 anos. As suas habitações podem durar entre 75 a 300 anos! Desta forma e por cálculos aritméticos pouco matemáticos, baseados na ciência estapafúrdia da conjectura  da anormalidade, podemos chegar ao assombroso resultado de 1 a 4 dias de vida. Assim sendo, e segundo o que consta, assemelham-se a seres humanos, embora muito mais humanos, e perseguem o mesmo ciclo de vida que um humano nesse curtíssimo espaço de tempo! Imagine-se a velocidade a que isso ocorre! Daí não se conseguir avistar de forma alguma porque a vista humana que não tem lá grande visão humana, não tem capacidade de observação! Apenas aqueles em que o cérebro consegue reagir a estímulos supersónicos é que conseguirão ver, mas todos esses humanos estão em clínicas e dizem os entendidos, pouco entendidos, mas muito demagógicos, que não passam de alucinações, sujeitando-os a terapias medicinais com o objectivo de atrofiar tal capacidade!

Excerto do hemisfério direito do cérebro, com a ajuda de 23,9% do hemisfério esquerdo de; Rafael Peixoto 

#gnomos pelo mundo

Depois da exploração da ilha dos gnomos, foi possível uma incursão na floresta dos gnomos. Gnomos é que nem vê-los! Vou ter que estagiar com Sean Penn para aprender a encontrar quem não se consegue encontrar. Quem consegue falar com el Chapo, consegue entrevistar um gnomo! Ambos sabem lidar com a natureza, ou não tivessem alguns cogumelos propriedades alucinógenas!

#christmas toys

Christmas is a time when in many cultures is experienced with the tradition of giving gifts to adults and children. However, when you give gifts To the children, these gifts only make sense if they help enrich knowledge.
A simple toy can gather many experiences, as in the case of this toy!
Gathered in this toy have the physical to defy the force of gravity, mathematics by the geometry of the elements, biology and chemistry by organic matter and metal used, and many more could be mentioned, but the reality is that the use of the toy is restricted only the playful use!

DSC_9920a

#shots limit

NIKON D7000

SHUTTER COUNT:
216 306

Shutter shots limit of Nikon D7000:
150 000

that robustness !!!!