#ensaio sobre a luz

Bem, a luz é importante, mas se não houver bosta nenhuma não há fotografia para ninguém porque a dita cuja tem que bater em alguma coisa, animada ou inanimada para reflectir e chegar à câmara escura! Foi o caso desta “inanimação” que originou este registo.

saltou-me a tampa, hoje

E porque saltou-me a tampa, hoje, nem tudo que é perfeito é do agrado e nem tudo que é do agrado é perfeito!

“déjà vu” pictórico

Hoje deu-me para o “déjà vu” num registo pictórico com “smartphone” para os “smart” que acham que o sistema não faz fotografia. Embora de qualidade reduzida, serve perfeitamente os propósitos da “web”, porque quem busca qualidade que a pague!

Website Powered by WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: