#a exuberância da cor

A exuberância da cor é importante para abstrair de tudo o que não presta! Usada com inteligência pode até enganar os mais atentos, porque aos incautos qualquer coisa engana! Mas quando é anulada em detrimento de variação de tons monocromáticos, podem-se descobrir composições ricas em forma.

#cara linda

Olha só a minha cara! Ah aah ah!

#retrato na multidão

Gosto de fotografar pessoas em ambientes públicos da forma mais natural possível. Tento passar despercebido para que o retrato das pessoas mostre a personalidade sem inibição que as câmaras induzem para que o retracto social seja fiel à realidade. No entanto, no iato de tempo que vai do olhar pela ocular, preparar o enquadramento, controlar o exposímetro e accionar o obturador, acontece algo que está fora do nosso controlo.

#luzes da minha abstracção

As luzes da romaria são dispostas numa organização geométrica. Tornam-se demasiado formais para quem as vê diariamente. É na distorção da realidade que podemos observar uma desconstrução da formalidade.

luzes da minha romaria

Luzes, mais luzes e luzes reunidas, são ornamentos primordiais de há muitos anos a esta parte. Há luzes que gosto, outras que detesto e outras assim assim. Todos os anos me deparo com a falta de bom gosto nas iluminações. Claro que uns anos mais e outros menos.

luzes da minha romaria

As luzes da minha romaria.

Igreja da Misericórdia

... e a Igreja da Misericórdia de Viana do Castelo é de...

#senhora d’agonia – antónio victorino de almeida

A Romaria da Senhora D'Agonia contou com a presença António Victorino de Almeida caçado pela objectiva de um olhar atento e em que nada se incomodou por estar a ser fotografado.

#senhora d’agonia – performer V2015

Em 2014 o Casal de Barro apresentou-se nas festas de Senhora D'Agonia numa performance a três estátuas. Em 2015 fez-se representar de forma singular pelo seu membro masculino, não deixando por terra o aspecto realista que faz jus ao conceito.

Website Powered by WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: